Entenda tudo sobre vídeo marketing e seus benefícios!





Você provavelmente sente os efeitos da transformação digital na sua vida diária. Todos os dias, lidamos com um volume de informações muito maior do que somos capazes de absorver.

Isso significa que é preciso filtrar bem o tipo de conteúdo que vamos consumir. Mas com tantos estímulos diários, estamos inclinados a buscar sempre o que apresenta um nível de interatividade maior.

Nesta disputa, os vídeos muitas vezes levam a melhor sobre o material estático, feito somente para leitura.

Assim como a internet não matou a TV, que por sua vez não matou o rádio, é óbvio que os vídeos não representam qualquer ameaça ao conteúdo escrito.

O segredo aqui é encontrar o equilíbrio, ou seja, incluir o vídeo marketing na sua produção de conteúdo e usá-lo para otimizar os resultados.

Quer saber como fazer isso? Veja tudo que você precisa saber para dominar o vídeo marketing e não ficar de fora de uma das principais tendências de conteúdo!



O que é vídeo marketing?

Qualquer uso de vídeo na sua estratégia de atração e retenção de clientes pode ser chamado de vídeo marketing.

Isso inclui:

campanhas publicitárias em vídeo;vídeos institucionais para fortalecer a imagem da marca;vídeos educacionais como parte do seu plano de marketing de conteúdo;entre outros.

Como nós vamos explorar no restante do artigo, o vídeo marketing pode ser realizado em diversos canais e sob vários formatos, então você tem total flexibilidade para escolher como vai encaixá-lo na promoção do seu negócio.



Conheça os benefícios do vídeo marketing

O vídeo marketing não está fazendo tanto sucesso à toa. As pessoas sempre gostaram de conteúdo interativo, mas com o avanço das tecnologias disponíveis e as mudanças no comportamento do consumidor, o cenário para os vídeos nunca foi tão favorável.

Veja alguns dos principais benefícios de usar vídeos na sua estratégia de marketing:


Aumento do tráfego orgânico

O tráfego orgânico, ou seja, os acessos que o seu site recebe que não acontecem por campanhas pagas de anúncios no Google, é fundamental para o sucesso no marketing digital.

Se não conseguir atrair muitos visitantes, dificilmente vai gerar muitos leads e muito menos vendas. O vídeo aumenta (e muito) as suas chances de conseguir visitantes.

Segundo um estudo intitulado The State of Video Marketing 2017, feito pela Wyzowl, 76% das empresas que usam vídeo marketing acreditam que ele aumentou seu tráfego orgânico.


Ótimo retorno sobre investimento

O que determina se um investimento de marketing tem bom ROI é sua capacidade de gerar resultados concretos de negócios, como leads e vendas. Como o vídeo marketing se sai neste respeito?

Uma pesquisa do Aberdeen Group determinou que as empresas que investem no uso de vídeos como parte da estratégia de marketing conseguem 66% mais leads qualificados por ano e 54% de aumento no Brand Awareness.


A pesquisa Social Video Forecast, da Animoto, concluiu que 76.5% dos pequenos negócios que usam vídeos consideram que a estratégia tem impacto direto em suas operações.

Note que não estamos falando de grandes corporações, com orçamentos poderosos. O vídeo marketing pode ser usado por empresas de todos os tamanhos.

O mesmo estudo da Wyzowl já citado mostrou ainda que 83% dos negócios acreditam que o uso de vídeos traz bom ROI.


Conteúdo de qualidade e fácil consumo

O vídeo é um material de fácil consumo, que não exige grande esforço do público para ser aproveitado.

Além disso, o conteúdo em vídeo tem alto poder de engajamento e persuasão, já que é possível explicar até mesmo conceitos complexos de um jeito fácil de entender, por meio de vídeos curtos e bem elaborados.

Costuma-se dizer que uma imagem vale por mil palavras. Se esse é o caso, quanto vale um minuto de vídeo? Uma apresentação comum é feita a 30 frames (imagens) por segundo.

Por esta conta, a cada segundo de vídeo teríamos o equivalente a 30.000 palavras, certo? Se continuarmos a conta vamos ver que apenas 1 minuto de vídeo equivale a 1.8 milhões de palavras!

Quantos posts você teria de produzir para ter essa quantidade de palavras? É claro que essa conta é apenas para efeito de ilustração, mas mostra o tamanho do impacto dos vídeos no marketing.

Potencial de viralização

O poder de viralização dos vídeos é totalmente diferente do que o conteúdo escrito normalmente é capaz de trazer para a sua marca.

De acordo com a Simply Measured, vídeos sociais geram 1200% mais compartilhamentos que imagens e texto combinados!

Em outras palavras, se você quer produzir conteúdo viral, as chances disso acontecer são muito maiores se ele for feito em formato de vídeo.



A relação entre vídeo marketing e marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo já era uma estratégia excelente muito antes do surgimento dos vídeos, mas também passa a ser uma das mais afetadas por ele.

Muitas empresas baseiam quase toda a sua produção de conteúdo em vídeos, o que é uma prova do poder dessa forma de comunicação. Veja por que o marketing de conteúdo se beneficia tanto da ascensão dos vídeos:

O conteúdo do futuro

De acordo com uma pesquisa da Wyzowl, 63% das empresas atualmente usam vídeos em suas estratégias de marketing. Destas, 99% querem continuar usando esse formato de conteúdo!

Entre os 37% que ainda não adotaram os vídeos, quase metade se mostrou disposta a fazer isso em outro momento. O que isso mostra? Que os vídeos são uma realidade agora, e serão ainda mais importantes nas estratégias do futuro.

Mas, caso você ainda não esteja convencido, aqui vai outro dado matador: os vídeos devem compor 80% do tráfego da web até o ano que vem!

Papel na jornada do cliente

Os vídeos podem ser encaixados em qualquer etapa da jornada de compra. Não importa se está no topo, meio ou fundo do funil, nem se o canal usado é um blog, página de produto rede social ou e-mail: os vídeos fazem efeito.

A mesma pesquisa da Wyzowl citada acima mostrou alguns dados muito interessantes sobre o assunto:

79% dos consumidores preferem assistir a um vídeo sobre determinado produto do que ler sobre ele;84% já foram convencidos a fazer uma compra depois de ver um vídeo;91% já assistiram algum vídeo explicativo sobre um produto ou serviço.



10 tipos de vídeo para usar em sua estratégia de marketing

Talvez a sua dúvida principal no momento não seja com relação ao valor dos vídeos para o marketing da sua empresa, mas com respeito aos melhores tipos de conteúdo que deve produzir usando esse formato.

Você não precisa se limitar a apenas um tipo de vídeo. Na verdade, existem tantas opções disponíveis que seria até um desperdício fazer isso.

Veja as principais formas de usar vídeos na sua estratégia e escolha qual faz mais sentido para o seu caso:

1. Dicas rápidas

Aqui na Rock nós criamos uma série de vídeos super curtos com dicas valiosas de marketing digital, que chamamos de Rock Hacks. São mais de 200 vídeos com dicas dos nossos especialistas e parceiros.

A grande vantagem de criar vídeos desse tipo é a possibilidade de criar um volume grande de conteúdo valioso com grande agilidade.

Além disso, o consumo fácil e rápido facilita o engajamento e convida os seguidores a buscar materiais mais profundos, quer em vídeo mesmo ou em outros formatos.

2. Tutoriais

Tutoriais, que podem ser feitos em formato de vídeo-aula, screencast, webinar ou outros, também são muito valorizados pelo público.

Como tutoriais normalmente tratam de temas técnicos, que muitas vezes podem ser complexos, as pessoas costumam procurar vídeos que atinjam o ponto de forma clara, em vez de simplesmente ler sobre o assunto.

3. Cursos

Criar um curso online é uma das formas mais complexas de fazer vídeo marketing, mas é também uma das mais completas e profissionais.

Se o seu objetivo é oferecer um material realmente aprofundado e de qualidade, por que não investir na criação de um curso?

Aqui mesmo na Rock nós percebemos que dedicamos tanto tempo ao ensino da nossa audiência sobre marketing digital que estava na hora de lançar a Universidade Rock Content.

4. Teasers

Outro tipo de vídeo curto que você pode criar são teasers, vídeos que provocam o público e geram expectativa sobre alguma novidade que está chegando.

Quer um exemplo perfeito de teaser? Todo filme ou série de TV lança vários teasers e trailers, para instigar o público a conferir a produção assim que ela for lançada.

Faça o mesmo com seus produtos e serviços: gere expectativa sobre qualquer novidade que seja importante para a sua persona.

5. Bastidores

Junto dos teasers, criar vídeos de bastidores mostrando como estão os preparativos para a novidade em questão é uma ótima forma de gerar interesse.

As pessoas amam a sensação de exclusividade e pertencimento, e criar vídeos assim causa exatamente isso, já que sentem como se estivessem recebendo uma posição privilegiada.

6. Cobertura de eventos

Se a sua empresa costuma participar de eventos no seu nicho de atuação, é provável que isso seja interessante para a sua persona.

Aproveite para fazer a cobertura desses eventos, mostrando as principais atrações, como a sua marca está participando e o que mais interessar ao seu público.

Transmissões ao vivo fazem muito sucesso em ocasiões assim, e geram bastante engajamento.

7. Institucionais

Vídeos institucionais, falando sobre aspectos como os valores que a marca defende e seus padrões de qualidade, dão uma profundidade maior à mensagem.

Muitas marcas conseguem uma boa mescla entre criar material institucional e conteúdo relevante, como ao investir em causas ambientais e sociais como forma de ganhar credibilidade com os consumidores.

8. Estudos de caso

Estudos de caso podem servir de prova social e convencer possíveis clientes a finalmente escolher você no lugar de um concorrente.

Criar um vídeo como estudo de caso pode exigir um investimento maior para filmar os depoimentos dos clientes e mostrar como o problema foi resolvido com a sua ajuda.

Mas, como já visto em termos de persuasão, é uma excelente estratégia, talvez até mais que um conteúdo escrito.

9. Entrevistas

Entrevistar profissionais respeitados na sua área pode conferir autoridade a você e a sua marca, e certamente é um tipo de informação que atrai a atenção da persona.

O melhor formato vai depender da linha editorial que desejar seguir: enquanto alguns preferem fazer entrevistas longas, outros preferem conv